domingo, 25 de janeiro de 2015

Adoção de filhos de dependentes químicos é tema de audiência

Com o objetivo de debater denúncias de que filhos recém-nascidos de dependentes químicos têm sido colocados à disposição para adoção, mesmo contra a vontade dos pais, a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizará uma audiência pública na terça-feira (27). A reunião será às 9 horas, no Plenarinho I.

O presidente da comissão e autor do requerimento que deu origem à reunião, deputado João Leite (PSDB), pretende buscar esclarecimentos sobre as denúncias. “Precisamos buscar informações em órgãos como o Ministério Público para entender essa realidade”, afirmou.

Foram convidados para a audiência o juiz titular da Vara da Infância e da Juventude de Belo Horizonte, Marcos Flávio Lucas Padula; a promotora de Justiça e subcoordenadora do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça da Infância e Juventude do Ministério Público de Minas Gerais, Paola Domingues Botelho Reis de Nazareth; o titular do Ofício de Direitos Humanos e Tutela Coletiva da Defensoria Pública da União em Minas Gerais, Estevão Ferreira Couto; a defensora pública especializada em Direitos Humanos, Coletivos e Socioambientais da Defensoria Pública de Minas Gerais, Cleide Aparecida Nepomuceno; a coordenadora substituta do Núcleo de Infância e Juventude da Defensoria Pública de Minas Gerais, Laurelle Carvalho de Araújo; o presidente do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Wilton Rodrigues; a coordenadora da Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Márcia Rocha Parizzi; e a ativista da ONG Parto do Princípio e advogada especialista em Direitos Reprodutivos da Mulher, Gabriella Sallit.

Comissão de Segurança Pública
Reunião sobre o assunto, 
na terça (27),
 às 9 horas, no Plenarinho I.

via Imprensa ALMG